Adeus, tatuagem!

Ter o corpo marcado por uma tatuagem é cada vez mais comum. Com o número crescente de pessoas que carregam na pele um desenho definitivo, aumentaram também os casos de arrependimento. Até alguns anos atrás, era um caminho sem volta. Agora, a tecnologia do laser permite a remoção do desenho que não agrada ou traz más lembranças.

“O laser consegue quebrar o pigmento da tatuagem em partículas bem pequenas que, em seguida, são eliminadas pelo organismo”, explica o dermatologista Dr. Alberto Cordeiro, lembrando que apesar do processo não deixar cicatrizes, a pele da região tratada pode ficar um pouco mais clara ou escura do que o tom normal do paciente.

Isso porque remover uma tatuagem envolve um processo muito mais complexo do que fazê-la. Dependendo da quantidade de cores que contém o desenho, a remoção pode levar de seis meses até um ano. “Tatuagem pretas escuras são mais fáceis de remover do que as de traços coloridos. O amarelo e vermelho são cores bem mais difíceis de serem apagadas”, detalha Dr. Alberto Cordeiro.

A boa notícia é que o avanço da tecnologia promete tornar o processo mais ágil. “Uma das novidades mais recentes da área dermatológica é o laser em picossegundos (pulsos de onda extremamente rápidos), que promete tornar esse procedimento mais rápido e seguro”, conta Dr. Alberto Cordeiro.

Para tornar a remoção ainda mais confortável, é possível aplicar anestésico tópico em creme ou também fazer a infiltração local do anestésico para o paciente não sentir dor. Vale destacar que apenas médicos são autorizados a realizar o procedimento de remoção de tatuagem. “Além disso, deve-se optar pelo laser ND YAG 1064 nm Q-switched ou Laser em picossegundos”, aconselha Dr. Alberto Cordeiro.

Compartilhe

Alberto Cordeiro - Especialista

Vila Nova Conceição, SP
(11) 3842-2323

Feira de Santana - Bahia
(75) 98864-5022